Gráfico do isolamento social
Reprodução / Governo de São Paulo
Índices de isolamento na cidade estão cada vez mais baixos e isso preocupa as autoridades de saúde

Índice de isolamento de Guarulhos no primeiro dia do feriadão caiu a 46%, na medição feita no sábado (23) às 15h22 . Significa dizer que o guarulhense aproveitou o dia, apesar de nublado, com muito vento e temperatura abaixo de 20º C, para sair do confinamento e deixar de cumprir com a recomendação de ficar em casa para evitar a propagação do novo coronavírus.

As atividades públicas e privadas que ainda estavam funcionando foram paralisadas entre sábado e segunda-feira (25). O motivo da longa parada é a antecipação do feriado estadual de 9 de Julho (Revolução Constitucionalista de 1932) por meio de projeto de lei (351/2020) aprovado na Assembleia Legislativa e sancionada pelo governador de São Paulo, João Doria (PSDB), no dia 22. A ação tem o objetivo de aumentar o índice de isolamento social e evitar a adoção de medidas mais drásticas, como um lockdown  (que é uma maior restrição à circulação de pessoas e veículos) para conter o avanço da Covid-19 em todo o estado.

Mortes

Em Guarulhos o contágio por coronavírus está em franca disseminação. Ainda no sábado, a Secretaria de Saúde divulgou mais três mortes, elevando o total de falecimentos por complicações da doença a 205. Essa desobediência à quarentena – estabelecida em lei estadual e municipal – e às recomendações da Organização Mundial de Saúde, ajuda a impulsionar o número de  pessoas que testaram positivo para doença. Agora, Guarulhos tem 1.631 casos confirmados e outros 1.870 que estão em investigação.

O monitoramento feito pelo governo do estado de São Paulo tem como base o sinal de GPS dos aparelhos celulares e serve para orientar as autoridades quanto às medidas a serem adotadas para evitar um colapso no sistema de saúde.

    Veja Também

      Mostrar mais