Cemitério de Vila Rio; Guarulhos; IML
Ricardo Filho -IG Guarulhos
Contêineres foram enviados pelo governo do estado ao IML de Guarulhos para suportar uma possível elevação de demanda durante a pandemia


Três contêineres frigoríficos recebidos do governo do Estado de São Paulo foram descarregados nesta quinta-feira (27) no Cemitério da Vila Rio. Os equipamentos serão necessários, uma vez que houve interrupção dos sepultamentos à noite e conseqüente aumento da demanda, provocado pela pandemia de coronavírus em todo o país, e que em Guarulhos deixou 227 mortos até a noite de quinta.

Segundo a prefeitura, desde março se verificou um aumento significativo de sepultamentos. Em 2019, eram 485 (em março), 531 (abril), e 556 (maio), média de 524 sepultamentos por mês. Neste ano os mesmos meses registraram 561, 618 e 698, até  a quinta-feira (27), ou seja, média 625 enterros mensais.

Os contêineres serão usados pelo IML e Serviço de Verificação de Óbito (STVO) da cidade. Dois desses frigoríficos ficarão em Vila Rio e o outro terá como destino o cemitério de Bonsucesso. “Os contêineres serão usados para receber os corpos provenientes de hospitais, residências, UPAS e casas de repouso durante a noite, visto que não estão ocorrendo velórios e sepultamentos neste período”, explicou a Secretaria de Serviços Públicos. A capacidade conjunta da câmara frigorífica do STVO e do IML atualmente é de 16 corpos.

    Veja Também

      Mostrar mais