Monitor de temperatura instalado no Gru Airport
Divulgação/Dahua Technology
Aferir a temperatura corporal antes do embarque por meio de câmera térmica é uma das medidas da GRU Airport contra a propagação da Covid-19


Ao passar pelo portão de embarque do Terminal 2 do Aeroporto Internacional de São Paulo , em Guarulhos , o passageiro terá sua temperatura corporal monitorada por um sistema de câmeras térmicas, semelhantes àquelas usadas pelas equipes de F1 para identificar partes do carros com maior concentração de calor. No automobilismo, como no corpo humano, o excesso de calor pode indicar sinal de problemas e de necessidade de investigação para restabelecer a normalidade.

Em tempos de pandemia provocada pelo novo coronavírus a atenção com episódios de febre anda redobrada. Para evitar que pessoas com alteração de temperatura corporal transite entre as demais, a GRU Airport , concessionária que administra o Aeroporto de Guarulhos , e a chinesa Dahua Technology – empresa global de segurança eletrônica – anunciaram a instalação de câmeras térmicas com calibrador black body (ajustado em tempo real) no Terminal 2 , setor que concentra 90% do fluxo de passageiros , segundo a concessionária (no Terminal 3, que responde por 10% das operações do aeroporto, os passageiros têm a temperatura corporal medida por paramédicos contratados pela GRU Airport, no portão de embarque ).

O objetivo é identificar passageiros com temperatura elevada (acima de 37,8º), o que pode significar presença do coronavírus . Esta tecnologia permite maior precisão na indicação da temperatura corporal das pessoas, com margem de 0,3°C.

Funcionamento ininterrupto

Aeroportos na Espanha, Turquia, Chile, Argentina e Colômbia contam com o mesmo equipamento que também está em funcionamento no Metrô de Salvador, desde o dia 01 de junho. Além disso, outros espaços públicos pelo país possuem câmera térmica, mas o diferencial da tecnologia da Dahua Technology em Guarulhos é a fonte de calibração constante e em tempo real para a câmera, chamada black body .

Por meio de um monitor, agentes da GRU Airport acompanharão toda a operação, de forma ininterrupta. Se um passageiro for identificado com temperatura superior a 37,8°C será direcionado ao posto médico do aeroporto para receber atendimento e instruções.

Meia hora

As câmeras com calibrador especial da Dahua Technology operam com o uso de inteligência artificial e analisam algoritmos que medem a temperatura proporcional à quantidade de raios infravermelhos emitidos por uma pessoa. Assim, é possível medir a temperatura de até cinco mil passageiros em apenas 30 minutos. Utilizando um termômetro convencional , a análise dos viajantes levaria 5 horas.

Aferir a temperatura corporal antes do embarque por meio de câmera térmica é uma das medidas que a GRU Airport oferece aos seus passageiros como boa prática contra a disseminação da Covid-19 . Diversas outras recomendações da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) estão sendo seguidas pela concessionária para o combate e prevenção à doença no Aeroporto Internacional de São Paulo.

    Veja Também

      Mostrar mais