Militares fazem desinfecção do Gru Airport
Divulgação/GRU Aiport
Especializado, batalhão militar já realizou um total de 500 ações de descontaminação em espaços públicos de São Paulo


Membros do Comando Militar do Sudeste , capacitados em desinfecção pelo 1º Batalhão de Defesa Química , Biológica, Radiológica e Nuclear (1º Btl DQBRN), realizaram a desinfecção de todos os espaços comuns da área pública do T erminal 2 do Aeroporto Internacional de São Paulo , em Guarulhos , nesta quarta-feira (1/07). A iniciativa, que durou cerca de três horas, visa minimizar a propagação da Covid-19 diante do cenário da retomada gradual da economia e do setor aéreo. Os soldados da Marinha e do Exército Brasileiro dividiram-se em dois grupos: um para todos os níveis (mezanino, saguão de embarque e desembarque) do check-in B ao C e o outro, do check-in D ao E. O espaço representa cerca de 24.100 m². 

A iniciativa partiu do 1º Btl DQBRN, que só este ano já realizou um total de 500 ações de descontaminação em espaços públicos no Estado de São Paulo , com o objetivo de reduzir a contaminação pelo novo coronavírus .

LEIA TAMBÉM:

Guarulhos: passageiros terão temperatura aferida por câmera térmica no Aeroporto

Desde que foi decretada a  pandemia de Covid-19, pela Organização Mundial de Saúde ( OMS ), o aeroporto tem recebido uma média diária de 15 mil passageiros. Embora o número seja quase 10% do total operacional registrado antes do surto do novo coronavírus pelo mundo, ainda representa uma das maiores movimentações do Brasil. Somente no Terminal 2 é realizada 90% de toda a atividade atual do Aeroporto de Guarulhos , administrado pela concessionária GRU Airport . Nele, desde março deste ano, estão concentradas as operações de embarque e desembarque domésticos e, como acontecia antes da pandemia, também é realizado o procedimento de check-in de algumas companhias aéreas que possuem voos internacionais.

    Veja Também

      Mostrar mais