mascote da Defesa Civil
Divulgação/Prefeitura de Guarulhos
Defesa Civil apresenta uma série de orientações para evitar acidentes com queimadas nesse período de tempo seco

O número de ocorrências de incêndio aumenta em temporadas de fria e seca. Por essa razão, as equipes da Coordenadoria de Proteção e Defesa Civil de Guarulhos apresentam dicas que visam a conscientizar a população sobre os cuidados necessários para evitar desastres em áreas de vegetação e nos centros urbanos, já que 90% dos focos começam por ações humanas.

Uma simples ação, inapropriada, como jogar uma bituca de cigarro no chão, pode criar foco de incêndio em área de vegetação ressecada. “Todo cuidado é pouco, qualquer fagulha pode causar o início de chamas na vegetação ressecada pela falta de chuvas”, ressalta o agente da Defesa Civil Sylvio Neto.

Para diminuir o risco de queimadas os profissionais orientam que os moradores descartem resíduos, móveis e entulhos corretamente, utilizando os Pontos de Entrega Voluntária (PEVs) disponibilizados pela Prefeitura de Guarulhos , e também é recomendável evitar acender fogueiras. O endereço dos PEVs pode ser consultado em https://www.guarulhos.sp. gov.br/pontos-de-entrega- voluntaria-pev.

Em respeito à legislação, a Defesa Civil reforça também que a soltura de balões é proibida pela Lei de Crimes Ambientais , com pena de um a três anos de detenção, além de multa. O ato é um dos principais motivos para enormes incêndios florestais e apresenta risco à vida humana e ao fornecimento de energia elétrica caso impacte áreas urbanas.

Dentro de casa, ações de prevenção podem ser tomadas. Caso a família more em uma área com alta vegetação, é recomendável que capine a faixa de terra que cerca a residência e molhe a grama que restar. Em casos de chamas , o morador nunca deve apagá-las sozinho.

O que fazer em caso de queimadas?

Em casos de incêndios próximos a residências ou em áreas de vegetação isoladas o munícipe deve se afastar do fogo, jamais tentar apagá-lo sozinho e comunicar o Corpo de Bombeiros por meio do telefone 193 sobre a localidade, se possível com detalhes, para que os profissionais cheguem a tempo de conter as chamas.

A Compdec pode ser contatada para mais informações por meio do telefone 199.

    Veja Também

      Mostrar mais