Vera Lúcia Gomes, coordenadora do Procon Guarulhos
Divulgaçao/PMG
Para a coordenadora do Procon Guarulhos, Vera Gomes, os consumidores hoje estão mais atentos aos seus direitos

“Maus fornecedores, que aproveitam o momento delicado da pandemia do novo coronavírus para desrespeitar o Código de Defesa do Consumidor” fizeram o número de reclamações no Procon aumentar em 26 vezes, afirma o órgão de proteção. Entre 23 de março e 20 de maio deste ano, somente o Disque-Denúncia 151 recebeu 1.560 reclamações, contra apenas 60 no mesmo período de 2019.

Do total de denúncias, 770 foram contra 86 supermercados pela prática de preço abusivo, produtos vencidos ou estragados e pela falta de higiene no local. Outras 790 denúncias foram contra escolas (preço de mensalidade, ausência de prestação de serviço etc.), cancelamento de vôos e pacotes de viagens, preço abusivo de gás de cozinha e insumos para medicamentos, aumento do preço cobrado por álcool em gel e recusa dos planos de saúde em realizar o exame contra o novo coronavírus (Covid-19).

A coordenadora do Procon Guarulhos, Vera Gomes, explica que o aumento de denúncias reflete o trabalho que o Procon vem fazendo no município, com a divulgação do Disque-Denúncia 151 e demais canais para atendimento. “Os consumidores hoje estão mais atentos aos seus direitos e não toleram os fornecedores que somente querem obter vantagens. O Procon, desde o início da pandemia, não parou o seu trabalho um dia sequer, pelo contrário, está atuando muito mais e fiscalizando as denúncias recebidas, sejam de consumidores ou de autoridades”, ressalta.

Serviço

Para denúncias e orientações, os consumidores podem acionar o Procon por meio do Disque-Denúncia 151, pelo Procon Digital em procon.guarulhos.sp.gov.br ou através do WhatsApp 9-9656-9677.

    Veja Também

      Mostrar mais