Guti no Paço Municipal; Retomada da economia
Divulgação/Lupacom Comunicação
Com UTIs perto do colapso,Guti explicou que o retorno dependerá da diminuição da taxa de ocupação hospitalar causada pelo Covid-19


A Associação Comercial e Empresarial de Guarulhos participou de duas reuniões com o prefeito Guti no Paço Municipal, na sexta-feira (29), e nesta segunda (1º), para discutir o regramento da flexibilização das atividades econômicas na cidade. Na semana passada, o presidente Silvio Alves entregou à administração um Plano de Retomada elaborado pela entidade, com sugestão de datas para reabertura faseada e protocolos a serem seguidos pelos mais diversos setores de atividade.

Nesta segunda, Guti explicou que o retorno, se acontecer, dependerá da diminuição da taxa de ocupação hospitalar causada pelo Covid-19. “Esta semana é decisiva para que a gente feche a contratação de leitos em dois hospitais particulares e use uma verba destinada pelo governo federal para ampliar as vagas de UTIs no hospital de campanha do Parque Cecap”, disse.

O novo decreto municipal, com a flexibilização da economia, deve ser assinado nesta terça-feira (2). No encontro desta segunda o prefeito não entrou em detalhes sobre datas, mas apontou que o retorno será liberado por fases, sempre respeitando procedimentos de prevenção, higiene e distanciamento. E que se houver retrocesso na taxa de ocupação de leitos, um novo fechamento total será determinado.

A princípio, os prestadores de serviço deverão funcionar das 9h às 15h. E os comércios das 10h às 16h. A indústria não chegou a interromper suas atividades, e deverá manter os horários de funcionamento.

“Segundo o prefeito o horário máximo de funcionamento para cada setor tem o objetivo de não conflitar os horários de entrada e saída. Caberá a nós, entidades representativas, levar ao conhecimento de nossos associados as orientações sobre como se dará a reabertura e como eles devem receber seus clientes, preservando a vida e a saúde”, afirmou o presidente da ACE.

Em comum acordo, entidades e poder público sinalizaram positivamente para a eventual reabertura a partir do dia 15 de junho, para que seja em conjunto com a Capital e as demais cidades do Alto Tietê. Além da ACE - com o presidente Silvio Alves e o diretor de Assuntos Governamentais Francisco “Kiko” Monteagudo - participaram da reunião o Sincomércio, a Asec, o Ciesp, a OAB e a Asseag. Pela Prefeitura, além do prefeito Guti, estiveram presentes os secretários de Desenvolvimento Econômico, William Paneque, de Desenvolvimento Urbano, Jorge Taiar, de Saúde, José Mário, e o chefe de gabinete Mauricio Segantin.

    Veja Também

      Mostrar mais