Blogueiro Fernando Lisboa
Reprodução/Facebook
Alvo da operação Lume da Polícia Federal, Fernando Lisboa teve celulares e computador apreendido nesta terça-feira (16)


Em cumprimento a uma ordem de busca e apreensão para apurar o financiamento de atos contra a democracia , nesta terça-feira, a Polícia Federal recolheu computador e celulares do youtuber e blogueiro Fernando Lisboa , dono do canal  " Vlog do Lisboa ’" no bairro Cocaia, em Guarulhos.

A Operação Lume da PF é um desdobramento do inquérito aberto pelo ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal ( STF ) para apurar o financiamento e a organização de atos antidemocráticos que estão ocorrendo no Brasil e são dirigidos principalmente ao Congresso Nacional e à Suprema Corte . Ao todo, estão sendo cumpridos nesta terça 21 mandados de busca e apreensão nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Maranhão, Santa Catarina e no Distrito Federal.

Leia também:  Bolsonaristas são alvo de busca e apreensão da PF por atos antidemocráticos

Fernando Lisboa é alvo de operação da PF
Reprodução/Facebook
Após PF deixara a casa de Fernando Lisboa, o youtuber chorou em transmissão ao vivo: “Qual o meu crime, perguntou


Fernando Lisboa é conhecido por participar do grupo “ Youtubers de Direita ”, base virtual de apoio ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e esteve com o chefe do Executivo em julho do ano passado, juntamente com outros ativistas. Após receber os agentes, Lisboa chorou em transmissão ao vivo feita, segundo ele, com um computador emprestado: “Qual o meu crime? Meu crime é querer um país bom, meu crime é apoiar Bolsonaro ”, disse. Depois afirmou não ter condições de fazer live: ‘Não to com cabeça pra fazer live’, afirmou.

Leia também:  Moraes quebra sigilo bancário de Zambelli, Kicis e outros bolsonaristas

Na mesma operação, a PF fez apreensões de computadores e celulares do endereço do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ),  do blogueiro Allan dos Santos , dono do site Terça Livre , e do advogado Luís Felipe Belmonte, que é um dos aliados do presidente Jair Bolsonaro e uma das pessoas responsáveis pela estruturação do Partido Aliança pelo Brasil , ainda não homologado pelo Tribunal Superior Eleitoral ( TSE ).

    Veja Também

      Mostrar mais