O projeto da AeroGru prevê que a estação do Terminal 2 seja construída sobre parte do mezanino de embarque a fim de facilitar o acesso ao prédio
Divulgação/Metrô-CPTM
O projeto da AeroGru prevê que a estação do Terminal 2 seja construída sobre parte do mezanino de embarque a fim de facilitar o acesso ao prédio


Anunciado há pouco mais de um ano pelo governador João Doria (PSDB), o “people mover” que fará a ligação entre a  Linha 13-Jade  da CPTM e os três terminais do Aeroporto de Guarulhos segue indefinido. Segundo o Ministério da Infraestrutura , que coordena o projeto, não há previsão de conclusão ainda, embora afirme que “o processo segue em tramitação, com troca de documentos entre o concessionário , agência reguladora e governo do estado”, afirma o site Metrô-CPTM , nesta sexta-feira (19).

Atualmente, a Agência Nacional de Aviação Civil ( Anac ) analisa as propostas recebidas dos fabricantes interessados e que foram entregues à  GRU Airport , concessionária do aeroporto , em janeiro. Em maio, o governo federal entrou em contato com essas empresas para atualizar os valores das propostas devido ao impacto da cotação do dólar. Segundo envolvidos com o processo, as concorrentes favoritas são a  Doppelmayr , fabicante austríaca especializada em teleféricos de turismo, e o consórcio brasileiro  AeroGRU , formado pelas empresas Aeromóvel , HTB, FBS e TSEA, e que fez a proposta mais barata.

Existe a expectativa de que haja uma definição sobre o projeto em até 60 dias, afirma o site citando informaçoes do jornal gaúcho "Zero Hora". Consultado pela coluna da jornalista Marta Sfredo, o CEO da Aeromóvel, Marcus Coester , afirmou que a proposta do consórcio foi mantida por conta dos custos serem quase todos em real. Um dos fornecedores será a  Marcopolo , conhecida pela atuação no mercado de ônibus, mas que fornece os vagões do “people mover” da Aeromóvel.

Para sair do papel, o sistema de transporte precisará ser bancado por parte do valor da outorga devida pela GRUAirport ao governo federal. Para isso, o contrato de concessão terá de ser alterado, um dos motivos da demora na definição. Sobre as concorrentes, enquanto a Doppelmayr aposta num sistema por cabos a AeroGRU utiliza uma tecnologia pneumática.

Com 2,6 km de extensão, o “people mover” de Guarulhos terá capacidade para transportar 2 mil passageiros por hora sentido, com tempo de deslocamento entre o Terminal 3 , o mais distante deles, e a estação Aeroporto Guarulhos de 6 minutos. O projeto da AeroGru prevê que a estação do Terminal 2 seja construída sobre parte do mezanino de embarque a fim de facilitar o acesso ao prédio. As estações dos terminais 1 e 3, por sua vez, ficarão do outro lado das vias de acesso enquanto a parada da estação Aeroporto Guarulhos se localizará no final da passarela principal e acima do atual terminal de ônibus gratuito.

A estimativa é que a construção do “people mover” leve cerca de 18 meses a partir da assinatura do contrato .

    Veja Também

      Mostrar mais