corpo de bombeiros em incêndio em Cumbica
Divulgação/Corpo de Bombeiros
Bombeiros conseguiram controlar as chamas no sobrado incendiado de forma criminosa, segundo peritos da Polícia Civil

Não fosse um telefonema do delegado no último instante e o suspeito pelo crime de incêndio a um sobrado , em Cumbica , no domingo (21) teria ido embora. O telefonema do policial foi destinado à esposa de Joselino Henrique de Andrade, aposentado de 63 anos, morto no incêndio criminoso , que está internada com queimaduras no Pronto Socorro do Tatuapé (zona leste de São Paulo). Com ela, a filha do casal, 28 anos, que além de queimaduras sofreu ferimentos nas pernas ao saltar de uma laje. O genro de Andrade, de 46, também se feriu e foi socorrido ao Hospital Geral de Guarulhos (HGG) com queimaduras.

O suspeito que se frustrou com a astúcia da equipe de agentes do 4º DP de Guarulhos  é um vidraceiro, de 40 anos, acusado de ter ateado fogo na parte de baixo do sobrado após ser cobrado pelo aluguel em atraso há quatro meses. Populares o apontaram como o autor do incêndio durante perícia da Polícia Civil . Na delegacia, porém, o inquilino contou que não havia conversado com os proprietários da residência e informou que passara o dia na rua, sendo surpreendido ao voltar de madrugada e encontrar viaturas do Corpo de Bombeiros , da Polícia Militar e ambulâncias na porta da casa que morava.

Assim que o delegado soube da informação da perícia e conseguiu o contato com a mulher de Andrade teve a confirmaçao que precisa para a detenção : o vidraceiro havia ateado fogo na casa após discussão sobre aluguel atrasado. De posse do depoimento, o agente refez o interrogatório e ouviu do inquilino a confissão do crime. A equipe da Polícia Civil se dirigiu ao PS do Tatuapé e colheu formalmente o depoimento da vítima e de sua filha. Foi solicitada perícia à residência incendiada. O caso foi registrado como homicídio qualificado no 4º Distrito Policial de Guarulhos , no Parque Alvorada. O homem permanece detido à disposição da Justiça.

Incêndio

No domingo, policiais militares foram acionados para ocorrência de incêndio em residência, na rua Caracaru, em Cumbica . Ao chegarem ao local, já havia uma equipe do Corpo de Bombeiros combatendo as chamas e retirando as vítimas da casa.

Os policiais encontraram o corpo de Andrade caído em uma viela lateral. Ele tinha queimaduras por todo o corpo e uma lesão na cabeça. O aposentado teria tentado saltar de uma laje para fugir das chamas. Uma equipe do Samu constatou a morte dele no local. A esposa da vítima, de 54 anos, sofreu queimaduras nas mãos e na face. A filha, de 28, também foi queimada e, assim como o pai, se jogou da laje da casa, sofrendo ferimentos nas pernas. Elas foram socorridas ao Pronto Socorro do Tatuapé . Já o genro, de 46, foi levado ao Hospital Geral de Guarulhos com queimaduras. Os três permanecem internados.

    Veja Também

      Mostrar mais