O artista Claudio Assunção como palhaço Mamoninha
Reprodução/TV Globo
Além das ruas de Guarulhos, o artista alegrava os programas de TV com seu personagem Mamoninha, como quando esteve no Domingão dos Faustão, da Rede Globo


As ruas de Guarulhos vão ficar mais tristes quando a situação sobre a pandemia provocada pelo novo coronavírus terminar, especialmente o trecho do cruzamento entre a avenida Dr. Timóteo Penteado com a Al. Yaya. É que morreu no domingo (21) o artista de rua Claudio Joaquim Boletti de Assunção, de 50 anos, conhecido pelo público como “Mamoninha”, possivelmente vítima de Covid-19.A suspeita ainda precisa ser confirmada.

Segundo a Secretaria de Saúde, o artista "deu entrada no Hospital Municipal de Urgências (HMU) dia 20 de junho às 21h38 e foi a óbito dia 21 de junho às 8 horas". Mamoninha fazia performances em semáforos da cidade e havia participado de atrações na TV, como o programa “Se Vira nos 30”, do Domingão do Faustão e do apresentador Geraldo Júnior, da Record.

Além das apresentações em semáforos, Mamoninha era conhecido pela bicicleta personalizada, roupas coloridas e irreverência. Nas redes sociais, houve muitas manifestações de comoção e pesar ao palhaço inspirado no sucesso dos Mamonas Assassinas.


    Veja Também

      Mostrar mais