Inauguração da UPA Taboão
Reprodução/Facebook
Unidade de saúde do Taboão,inaugurado na terça (30), está instalada na mesma área onde ficava o PA Paraíso

Fechado desde dezembro de 2017, o que era Pronto Atendimento (PA) Paraíso virou a Unidade de Pronto Atendimento ( UPA ) Taboão e começou a funcionar na terça-feira (30), logo após a inauguração. O descerramento da placa foi feito pelo prefeito Gustavo Henric Costa (PSD) no início da noite e teve transmissão ao vivo. Acompanhado do presidente da Câmara, vereador Professor Jesus (Republicanos) e do secretário de Saúde, José Mário Stranghetti, Guti informou que a UPA Taboão vai atender a uma área de abrangência de cerca de 137 mil pessoas. A nova unidade será administrada pelo Instituto Brasileiro de Desenvolvimento da Administração Hospitalar e o serviço, que já começou a funcionar, é 24 horas por dia.

Com mais de 1.400 m² de área construída, a nova unidade contará com um total de 21 leitos de observação, ou seja, nove a mais do que disponibilizava o PA Paraíso , e 201 colaboradores, dentre eles aproximadamente 40 médicos. Serão sete leitos masculinos, quatro femininos, quatro infantis, quatro de urgência e emergência e mais dois de isolamento. A UPA Taboão oferecerá assistência em clínica médica , pediatria , odontologia e também em ortopedia , que antes não havia, bem como realizará exames laboratoriais, eletrocardiograma e raio X digital e odontológico .

A transformação do PA Paraíso em UPA foi custeada com recurso federal de 2008 (gestão do no prefeito Elói Pietá, PT) num montante de R$ 1,9 milhão, mais contrapartida de R$ 223.110,50 da Prefeitura, totalizando um investimento de R$ 2.123.110,50. Na época, a verba era destinada à reforma de duas unidades: PA Paraíso e PA São João . Como esta última também foi convertida em UPA, a Secretaria da Saúde solicitou ao Ministério da Saúde, em 2014 (gestão do prefeito Sebastião Almeida, então no PT), autorização para utilizar integralmente o recurso na reforma e transformação do PA Paraíso em UPA.

O pedido foi aprovado na ocasião com a recomendação de ajustes no plano de trabalho, sendo que todos eles foram cumpridos pela Prefeitura , condição que habilitou o município a licitar e realizar as obras no local. Com a transformação do PA Paraíso em UPA, Guarulhos poderá pleitear junto ao Ministério da Saúde a habilitação da unidade para que possa receber verba de até R$ 300 mil por mês a título de custeio do serviço. Se aprovada, a despesa que antes era paga exclusivamente pelo município passará a receberá suporte federal.

Estrutura física

Na nova unidade foram criados setores que não existiam no PA Paraíso, como duas salas para classificação de risco , vagas para desembarque de idosos e pessoas com necessidades especiais, além de outra para carga e descarga, uma vaga de ambulância coberta e exclusiva, fraldário e vestiário para pacientes na sala de raio X. Terá ainda uma moderna recepção com 70 lugares, sala de espera próxima dos consultórios com 12 assentos, além de sanitários para pessoas com necessidades especiais.

No total, a planta da UPA Paraíso ganhou 220,31 metros quadrados de área construída, e segundo a prefeitura, “com organização do fluxo interno de pessoas e, consequentemente, melhores condições de trabalho aos profissionais da área”. Serão quatro consultórios , sendo um de odontologia e outro para assistência social , sala de medicamentos e reidratação com capacidade para realizar sete atendimentos simultâneos e setor de inalação que poderá prestar assistência para dez pessoas concomitantemente.

A estrutura física da nova UPA ainda contará com salas de curativo e sutura, de gesso, de coleta de exames, setor administrativo e farmácia para dispensação de medicamentos com sala anexa para armazenamento do estoque e guarita de segurança, o que também não havia no PA Paraíso. Durante a reforma, o prédio ainda passou por uma revisão completa de todas as instalações elétricas, hidráulicas e de gases medicinais.

    Veja Também

      Mostrar mais