Tamanduá-bandeira do zoológico de Guarulhos
Divulgação/Prefeitura de Guarulhos
Animais como o tamanduá-bandeira participam de programa de conservação por ameaça de extinção e precisam ser protegidos


Por trás do trabalho de visitação do Zoológico Municipal de Guarulhos , há uma atividade muito importante o ano todo. Muitos animais retirados de seus habitats e apreendidos por agentes de segurança ou organismos de defesa do meio ambiente acabam trazidos para o parque, onde recebem cuidados e são avaliados quanto à possibilidade ou não de retorno à vida selvagem . De acordo com a Secretaria de Meio Ambiente , os zoológicos hoje em dia têm por finalidade principal a conservação das espécies , e não apenas a visitação, embora a visitação também seja muito importante para as ações de conservação. É na visitação que as pessoas têm a oportunidade de conhecer animais que nunca veriam presencialmente, ganham consciência sobre meio ambiente e preservação e passam a colaborar para a conservação de espécies , tomando atitudes responsáveis com relação à natureza

De acordo com a administração do parque municipal, o Zoológico de Guarulhos mantém atualmente cerca de 500 animais de 100 diferentes espécies , várias delas ameaçadas de extinção. Esses animais participam de programas nacionais de conservação, como o sagui da serra escuro , sauim de coleira , tamanduá-bandeira ,   lobo-guará e a onça pintada . Todos esses animais chegaram ao zoo através de transferências autorizadas pelos órgãos ambientais , por diferentes razões.

O Tamanduá Tomé chegou filhote , pois sua mãe morreu em um atropelamento, os Sauins vieram do Centro de Triagens de Animais Selvagens (Cetas) de Manaus, pois eram filhotes que sofreram acidentes e não podiam retornar à natureza. Os saguis da serra chegaram confiscados do tráfico , vítimas de atropelamento, ou ainda atacados por cães, sem possibilidade de retornar à natureza. Já a onça pintada e os lobos-guará nasceram em outros zoológicos, e hoje participam dos programas de conservação .

Antas do Zoológico de Guarulhos
Divulgação/Facebook/Prefeitura de Guarulhos
Os animais que mais atraem a atenção no Zoo são os grandes mamíferos, entre eles a anta

Nenhum animal foi intencionalmente capturado na natureza, mas mesmo aqueles que sofreram algum acidente ou ficaram órfãos, têm hoje a possibilidade de contribuir com a conservação da sua espécie, através desses programas que envolvem muitas instituições no Brasil.

O Zoo também abriga, ainda, muitos outros animais que não podem ser devolvidos ao seu ambiente natural, por terem sofrido lesões permanentes, como periquitos , corujas, urubus, serpentes , papagaios . Esses animais precisam de um local para viver com conforto e segurança, e nós os mantemos e proporcionamos o melhor cuidado.

Os animais que mais atraem a atenção no Zoo são os grandes mamíferos como a onça pintada e a anta , e os mais misteriosos, como as serpentes e o jacaré . Visitando o Zoo você poderá ver a família de saguis da serra, que saltam e brincam o tempo todo, e o tamanduá-bandeira, que come formigas e não tem dentes! A lobinha Gloria , essa sim, já tem dentes pontiagudos, e está crescendo saudável!

Um mês de vida

Lobinha Glória do Zoológico de Guarulhos
Divulgação/Prefeitura de Guarulhos
Rejeitada pela mãe, a lobinha Glória completou um mês, sábado, e precisa de cuidados especiais, como mamadeira para aleitamento canino


Por falar nela, no sábado (25) a filhote fêmea de lobo-guará nascida do parque completou um mês de vida. Glória , como foi batizada pela equipe do zoo, mais que triplicou de tamanho, passando de 330 gramas a 1,72 kg, e segue crescendo saudável sob o cuidado intensivo de diversos profissionais, já que foi rejeitada pela mãe.

De acordo com Fernanda Magalhães, diretora do Zoo, a equipe está se revezando para dar conta de alimentar o animalzinho. “São duas mamadeiras de 50 ml de leite específico para aleitamento canino a cada quatro horas, inclusive durante a noite, e hoje introduzimos a papinha de desmame, então temos que nos revezar para conseguir atendê-la”, explica Fernanda, que acredita que a rejeição tenha ocorrido por conta da “inexperiência” da loba Kiara diante de sua primeira cria.

Ainda de acordo com Fernanda, o nascimento da lobinha, cuja espécie figura na lista de animais em risco de extinção, reafirma a importância do trabalho dos zoológicos para preservação da biodiversidade . “Cada filhote de um animal ameaçado representa uma esperança de sobrevivência para a espécie, por isso empenhamos todos os esforços para propiciar as condições de reprodução aos adultos. No caso dos lobos-guará, oferecemos um amplo recinto com bastante vegetação e alimentação que oferece todos os nutrientes que os animais encontrariam em seu hábitat natural ”, finaliza a diretora.

Lobo-guará

O lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é o animal-símbolo do cerrado brasileiro. Trata-se do maior canídeo da América do Sul, podendo atingir entre 20 kg e 30 kg de peso e até 90 cm na altura da cernelha (região localizada entre os ossos do ombro e a base do pescoço). Todos os países em que a espécie ocorre (Brasil, Paraguai, Argentina e Bolívia) o classificam em algum grau de ameaça. Estima-se que existam somente 23 mil exemplares na natureza.

Serviço

O zoológico está temporariamente fechado devido à pandemia de covid-19 , mas os animais e a rotina do local podem ser conhecidos nas páginas do parque no Facebook (Zoológico de Guarulhos) e no Instagram (zooguarulhos). O endereço do zoo na internet é: www.guarulhos.sp.gov.br/zoologico/

    Veja Também

      Mostrar mais