Recicladora clandestina fechada
Divulgação/Prefeitura de Guarulhos
A constante emissão de fumaça preta causadas pela queima de fios para aproveitamento do cobre causava problemas de saúde aos moradores


A Secretaria de Meio Ambiente (Sema) de Guarulhos , com apoio da GCM Ambiental , removeu a última recicladora clandestina localizada na rua Manoel Fernandes Garrote, conhecida como rua da Cerâmica, região do Lavras. O fechamento aconteceu nesta sexta-feira (31) e os proprietários serão responsabilizados pelos crimes ambientais cometidos na área.

A primeira remoção de estabelecimento semelhante neste mesmo endereço aconteceu no final do ano passado. Na ocasião, equipamentos foram apreendidos e o responsável foi encaminhado ao 7° Distrito Policial . Outras ações dos fiscais da Sema , em conjunto com as secretarias de Justiça e de Serviços Públicos, além da Proguaru e da GCM Ambiental, resultaram em apreensões de veículos e máquinas, além de aplicação de multas, processos e detenções .

Recicladora clandestina do Lavras
Divulgação/Prefeitura de Guarulhos
Encerramento da atividade clandestina contou com o apoio da GCM Ambiental

Com o encerramento das atividades desta que era a última recicladora clandestina existente naquela área de interesse ambiental, por ter abrigado antiga cava de mineração de areia, também termina a emissão de densas nuvens de fumaça preta causadas pela queima de fios para aproveitamento do cobre, que levavam muitos problemas aos moradores da região.

O local vai continuar sendo monitorado constantemente pela equipe de fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente. Denúncias anônimas podem ser feitas através do Disque-Denúncia Verde: 0800-772-2006.

    Veja Também

      Mostrar mais