Receita Federal prende traficantes no aeroporto de Guarulhos
Divulgação/Receita Federal
Droga estava escondida na forma de tijolos e também em fundos falsos nas malas, nas roupas e corpos dos suspeitos

A alfândega da Receita Federal impediu o embarque de cinco traficantes rumo ao continente africano na madrugada de sábado (15). O grupo, que tentava despachar malas carregadas com 23 kg da droga no Aeroporto Internacional de São Paulo , em Guarulhos , foi preso em flagrante quando auditores fiscais interceptaram as bagagens e encontraram os entorpecentes escondidos. O crime foi divulgado nesta segunda (17) pelo Fisco .

Formado por três brasileiros e um casal de venezuelanos, o bando estava sendo monitorado pelos agentes desde a chegada ao terminal de embarque. A ação dos fiscais contou com trabalho de inteligência da Receita Federal, que indicou a possibilidade de tráfico no voo pelo qual os traficantes viajariam. A suspeita começou a se materializar quando a bagagem passou pelo raio-X e os fiscais notaram embalagens no formato de tijolos acondicionados no interior das valises. Em instantes o teste rápido revelou que o produto de cor branca escondido nos invólucros era cocaína .

Além dos tijolos da droga, mais fáceis de identificar, os agentes encontraram o entorpecente também escondido em fundos falsos instalados nas malas, roupas e no corpo dos traficantes. “A droga foi localizada pela Receita Federal por meio de critérios de análise de risco e uso de escâner. A cocaína estava escondida de diferentes formas: em tijolos dentro da bagagem, no fundo da mala, impregnada em roupas e atada ao corpo”, explicou o órgão.

Reportagem da TV Record, com base em dados da Polícia Federal, informa que até março deste ano 69 pessoas foram detidas por tráfico de drogas e 500 kg de entorpecentes foram interceptados no Aeroporto de Guarulhos .

    Veja Também

      Mostrar mais