Hospital HMU Covid-19
Divulgação/Prefeitura de Guarulhos
O Hospital Municipal de Urgência (HMU) foi uma das unidades contempladas com leitos estaduais: 12 aguardam cadastro na rede de saúde pública


Na noite de quinta-feira (26), o boletim epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde divulgou que Guarulhos registrou 28 mortes por Covid-19 em um único dia e que a região central ainda é a que concentra o maior número de casos. Significa que morreu mais de um morador a cada minuto ou mais exatamente um guaeruhense a cada 51 minutos. De acordo com esses dados, são 7.466 pessoas infectadas pela doença e 538 mortos.

Leia também:

Casos confirmados de Covid-19 saltam de 4.127 para 5.134 em uma semana

Guti acena com a antecipação de outros setores do comércio

Um dia antes,  na quarta-feira (24), foram 1.081 novos contágios registrados 12 dias após o início da flexibilização de grande parte dos estabelecimentos comerciais da cidade, incluindo shopping e lojas de armarinhos. A prefeitura informa que os dados foram colhidos entre os dias 1º e 19 de junho e divulgados na quinta.  A cidade que já esteve à beira de um colapso no atendimento a pacientes com sintomas graves do  novo coronavírus, em maio e início de junho, recebeu novos respiradores dos governos federal e de São Paulo e agora conta com 72 vagas de alta complexidade, entre  UTIs  públicas e contratadas na rede privada de hospitais, além de 66 vagas em hospitais estaduais. São 100 leitos de enfermagem municipais e 177 estaduais.

Leia também: 

Com novos respiradores, Guti decide antecipar reabertura do comércio

Região de comércio do Centro tem aglomeração na reabertura das lojas

Na abertura do comércio, Guarulhos registra 362 mortos por coronavírus

No detalhamento das mortes ocorridas no último boletim, a Saúde informa que dos novos óbitos registrados em decorrência do  coronavírus , 15 são do sexo feminino e 13 do masculino. Todas as vítimas tinham mais de 60 anos e as mortes ocorreram entre 1° e 19 de junho. Uma morte, que ainda terá a causa investigada, foi registrada no hospital de campanha do Centro de Combate ao Coronavírus (3C-Gru). No local, onde 49 pessoas estão internadas, sendo 19 em UTI, 25 em enfermaria e cinco em observação, dois pacientes foram transferidos e outros sete receberam alta. Com isso, a taxa de ocupação de leitos municipais de UTI está em 69,5% e a de leitos clínicos em 55,5%.

Dados regionais

Calçadão da rua D. Pedro II
Ricardo Filho/iG Guarulhos
A rebaertura do comércio, no último dia 12, provocou aglomerações nas ruas do centro

O boletim semanal, que mostra a situação epidemiológica da Covid-19 na cidade, revela que a Região de Saúde Centro registrou 815 casos a mais desde a última quinta-feira (18), totalizando 2.525, e com isso é a que concentra mais casos e óbitos, os quais subiram de 138 para 160 – a taxa de letalidade, contudo, baixou de 8% para 6,3%. Já a Região de Saúde Cantareira, que na semana passada contabilizava a mesma quantidade de óbitos que a Região Centro, hoje registra 146 mortes e 2.005 casos confirmados do novo coronavírus. Com isso também teve a taxa de letalidade reduzida, de 9,2% para 7,2%.

A Região de Saúde São João/Bonsucesso se mantém com os números próximos ao da Pimentas/Cumbica. São 1.346 casos e 110 óbitos e 1.373 infectados e 121 mortes, respectivamente. No site da Prefeitura (https://www.guarulhos.sp.gov.br/index.php/unidades-basicas-de-saude-ubs) podem ser conferidos os bairros de cada Região de Saúde. Além disso, um total de 217 notificações de Covid-19 atribuídas a Guarulhos não contêm informação sobre o local de residência dos pacientes.

Nesta semana a maior concentração de casos do novo coronavírus está na faixa etária de 40 a 49 anos, com 23,61% dos registros, seguida da população de 30 a 39 anos (25,59%) e de 50 a 59 anos (15,79%), sendo que as três faixas etárias somam 62,99% dos casos. Já 69,71% dos óbitos em decorrência da doença ocorreram em pessoas de 60 a 69 anos (25,28%), com 80 anos ou mais (24,54%) e entre 70 e 79 anos (19,89%).

    Veja Também

      Mostrar mais