Bares restaurantes com aglomeração na rua Tapajós
Ricardo Filho/iG Guarulhos
A secretaria de Desenvolvimento Urbano afirma ter vistoriado os comércios no sábado e aplicado multas aos estabelecimentos em desacordo com a lei

Estabelecimentos comerciais que fizeram 'vistas grossas' para aglomerações e presença de clientes sem máscaras em seus salões, no final e semana, receberam multa da fiscalização da prefeitura .  De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano de Guarulhos ( SDU ), responsável pela emissão de licenças, alvarás e fiscalização do comércio , os agentes do órgão agiram para coibir o descumprimento das determinações do Plano São Paulo de flexibilização em vários bairros da cidade e também estiveram na região da Paulo Faccini, considerada o “ circuito das baladas ”, por reunir bares , restaurantes e casas noturnas de grande atração para vários públicos.

Na rua Tapajós , via que concentra boa parte desses estabelecimentos, a SDU informa que um comércio  recebeu duas autuações, por perturbação do sossego público e outra por aglomeração . No domingo, por reincidência, este mesmo local foi autuado mais duas vezes e teve de encerrar as atividades naquele dia. O valor da multa por aglomeração é de R$ 1.129,41 e pela perturbação do sossego público é de R$ 1.882,35.

Reportagem publicada pelo iG nesta segunda-feira (20)  mostrou bares da rua Tapajós  com grande concentração de pessoas, indiferentes às regras de distanciamento social e a obrigatoriedade do uso de máscara de proteção, no sábado (18). O uso do equipamento é uma das condições imposta pelas autoridades para a volta das atividades do setor. Além dos salões, as pessoas também deixaram de cumprir as regras de flexibilização na parte externa dos estabelecimentos, enquanto aguardavam o serviço de vallet.

LEIA TAMBÉM:

Bares e casas noturnas reabrem com aglomerações apesar da fiscalização

No centro, vendas em bares e restaurantes foi considerada fraca na reabertura

Na Alameda Yaya, no Gopoúva, o mesmo problema pode ser visto num bar onde um aniversário estava sendo comemorado. Mais adiante, em uma hamburgueria na mesma via, as pessoas mantiveram distanciamento , mas um grupo permaneceu por longo período conversando sem o devido cuidado com o uso de máscaras.

De acordo com a SDU, os bairros com maior incidência de aglomerações e desrespeito ao uso de máscara são os Pimentas, Jardim Presidente Dutra, Cumbica, Parque Santos Dumont, Ponte Alta, Ponte Grande, Gopoúva, Macedo e Vila Moreira. De sexta-feira (17) a domingo (19), a fiscalização fechou temporariamente 16 comércios irregulares e vistoriou outros 32. Além das multas, os estabelecimentos que não cumprem com as regras de flexibilização podem ser fechados por um dia e até lacrados em caso de reincidência.

    Veja Também

      Mostrar mais