Ludmila Mack e Lane Melo da L'Occitane cosméticos
Ricardo Filho/iG Guarulhos
Para lojistas, aos poucos os consumidores vão tomando conhecimento da reabertura do shopping e as lojas âncoras e Poupatempo voltam a abrir


Ao contrário do centro que teve movimentação intensa e aglomeração de pessoas nas lojas e no Calçadão da Rua D. Pedro II já no primeiro dia da abertura do comércio , o Internacional Shopping Guarulhos teve visitação discreta e estava praticamente vazio no final da tarde de sexta-feira (12).

O motivo da fraca presença de consumidores no condomínio, segundo alguns comerciantes , é a manutenção de fechamento de lojas âncoras , Poupatempo, cinema e parque de diversões. Para Ludmilla Mack, vendedora da L’Occitane “aos poucos as pessoas vão tomando conhecimento da reabertura do shopping e das lojas principais, como Renner , C&A , Poupatempo , cinema e o parquinho das crianças estiver funcionando a movimentação vai voltar ao normal”, disse. A opinião é compartilhada pela gerente do quiosque Lane Melo. “Ainda tem muita loja fechada, mas logo volta ao normal. O importante é voltar,  já está melhor do que quando o shopping estava fechado ”.

Leia também:  Região de comércio do Centro tem aglomeração na reabertura das lojas

Leia também:  Na abertura do comércio, Guarulhos registra 362 mortos por coronavírus

Priscila Oliveira estava no shopping para comprar presente para o namorado. A assistente administrativa disse não ter medo do risco de contágio. “Tranquilo. Eu tenho que tomar cuidado. Se cada um se cuidar não tem problema”. Priscila disse ter ido ao internacional por achar que havia mais lojas abertas , o que não aconteceu na sexta.

Os amigos Pedro Henrique e Rogério Santana também aproveitaram o primeiro dia para visitar o Internacional Shopping. Os representantes de venda disseram que tinham ido ver os preços dos produtos e passear um pouco. “Viemos ver o tênis aqui e espairecer um pouco, disse Henrique.

A exemplo do Internacional, o Parque Shopping Maia também teve movimentação fraca no primeiro dia da retomada do comércio .

Antecipação

O comércio de Guarulhos reabriu na sexta por decisão de antecipação tomada pelo prefeito da cidade, Gustavo Henric Costa , na quarta (10), confirmada no decreto 36.925/2020 . Até então o reinício das atividades estava previsto para acontecer em cinco fases, cada uma contemplando um setor , entre 15 de julho e 1º de agosto.

Leia também:  Com novos respiradores, Guti decide antecipar reabertura do comércio

Guti alegou que a chegada e alocação de novos respiradores nos hospitais públicos , enviados pelos governos federal e estadual, e a locação de vagas em três hospitais privados da cidade ampliando a capacidade de atendimento  às vítimas da Covid-19 em UTI s permitiam a reabertura, segundo uma avaliação técnica. Na decisão de antecipar a abertura dos estabelecimentos Guti adiantou também o reínicio daqueles programados para o dia 22, como os shoppings, lojas de armarinhos e magazines , entre outros.

Com a decisão, o centro de Guarulhos recebeu uma multidão de consumidores e nas lojas do Calçadão e por todo o quadrilátero (rua Sete de Setembro, Capitão Gabriel, João Gonçalves, além da própria rua Pedro II ) houve filas e aglomerações .

Sobre esse cenário, o prefeito declarou na transmissão ao vivo da noite de sexta que houve 110 notificações e autuações só no primeiro dia da abertura de portas.

    Veja Também

      Mostrar mais